25 de abr de 2014

FAMÍLIA VICTER, por PAULO ROBERTO VICTER

Caro Adriano,

        A minha Família se origina do Cantão de Fribourg / Suiça. O sobrenome de nossa Família pelo registro de passaporte datado de 08/11/1855 - 17/06/1857 [ dpCii.14], fol.67 : é WICHT.
        O meu  tetra-avô  chamava-se Joseph Wicht nascido em Montévraz em 1807;casou-se em Praroman em 1839; viveu em Bulle " Le Tonnelier" de 1840-1844; em Lentigny de 1848-1853 e Montévraz de 1854 - 1856. Veio para o Brasil em 1856 com 5 filhos : Pierre-Joseph-Amédé-Wicht (17a); Constantin-Joseph Wicht (14a); Athur e Virgine ( 9a gêmeos ) e Joseph Wicht ( 8 a ).
        Acontece que no Brasil ocorreu uma corruptela do nome à partir de 16/11/1867 quando por ocasião do casamento do seu filho primogênito Pierre-Joseph Amédé Wicht  X Marie Justine Piller, os seus nomes então passaram a ser : Pedro José Amadeo Vight e Maria Justina Piller.  Devido ao fonema da letra "W" como se fosse pronunciada a letra "V" em português, foi escrito a letra "V" no lugar da letra "W". Posteriormente a letra "G" transformou-se na letra "C" e surgiu "Vicht" e veio a corruptela " Victer". Foi grafado Victer e permaneceu VICTER, sendo oficializado.
         Todas essas passagens deixaram dúvidas em nossa origem, posto que não temos além dessas informações, outras que possam comprovar o local de origem. Temos uma cópia de um Certificado de Primeira Comunhão de Pierre-Joseph datado de 21/12/1851 na Igreja de Lentigny e mais nada.  Não temos como precisar o navio que eles vieram para o Brasil. No entanto o meu tetra-avô foi contratado como veterinário na Fazenda Annonciade , distrito de Sana, provincia do Rio de Janeiro, de propriedade de Jean-Auguste Constanti Stocklin no ano de 1856.
        Portanto, de volta as raízes, soube que os Cartórios e as Igrejas Cantorais possuem importantes dados genealógicos de clãs inteiros. Pergunto:  Qual seria o melhor caminho para obter uma cópia da Certidão de Nascimento ou de Casamento do Joseph Wicht  X Françoise Blanc em Praroman em 1839 e fechar de uma vez por todas a grafia correta de nosso sobrenome ?
                                                                                        
Reproduzo na íntegra o e-mail recebido do meu amigo PAULO ROBERTO VICTER que está em contato com a Suiça para desvendar de uma vez por todas, como ele mesmo escreve, esta questão.

5 comentários :

Breno Victer disse...

ola boa tarde, ou seja para mim aqui no brasil é boa tarde rsrsrs. venho a procura da origem do meu sobrenome a uns tempos, pois todos pensam que é nome,e dizem nunca ter visto. me chamo Breno da Silva Victer. e espero ter me ajudado muito esse arquivo.

Breno Victer disse...

bdsv

Matheus Victer disse...

Olá Breno ! Saiba que não esta sozinho nessa busca kkk Toda a minha família (pelo menos a maioria dela) por parte paterna tem esse sobrenome, e sim é um sobrenome kkk e bem raro mesmo além da maioria das pessoas (ou até o Google) confundir com Victor kkkkk

Raphael Viter Gomes disse...

Tbm estou na mesma q vcs,até então não conhecia ngm com esse sobre
nome a não ser minha mãe"Orcenir Viter!rs

Unknown disse...

Bom dia,


Desculpa meu portugues aproximativo, me chamou Thomas Cabanne, sou suiço casado com uma brasileira de origem de Nova Friburgo. Morro na França, do lado da Suiça.
Meu bisavo era Louis, Jules Wicht nascido em Montévraz em 1898, filho de Antoine Joseph Eloi Wicht, nascido em Montévraz em 1842.
Como Montévraz é um pequeno vilarejo tem probabilidade forte que somos parentes.
Para provar isso tenho que investigar mais além quem eram os parentes de meu tetra-avo.

O email detalhado de Paulo Roberto Victer acima é bem interessante e estou disposto a entrar em contato se o interesse for mutual.

Por estar casado com uma brasileira, e ainda mais de Nova Friburgo, eu mesmo sendo de origem de Friburgo da Suiça, meu interesse é grande no assunto.

Obrigado pela atençao,

Thomas Cabanne
thomas.cabanne@gmail.com